O papel do líder para promover  o trabalho em equipe

O papel do líder para promover o trabalho em equipe

Fazer a gestão para o melhor “Trabalho em equipe” tem sido uma das tônicas quando se fala das lideranças no mercado moderno. Pessoas que saibam trabalhar em equipe e líderes que saibam gerir uma equipe para esse fim, são o foco dos processos seletivos e das áreas de desenvolvimento de talentos. No entanto, você parou para pensar no conceito por detrás desta palavra: equipe?

A definição mais comum é aquela que diz que uma equipe é um conjunto de pessoas que se unem em torno de um objetivo. Em geral, esse “agrupamento” quer se beneficiar das habilidades complementares de seus membros. Equipes esportivas são excelentes exemplos desse conceito. Cada atleta tem uma tarefa específica e muitas vezes desempenha apenas aquela função ao longo de uma competição, contribuindo para o conjunto. Mas será que isso é tudo?

Sendo assim, se cada um desses elementos desempenhar sua função de forma excelente, o conjunto terá também um rendimento excelente. Mas, como manter os resultados quando uma dessas partes não está operando no seu melhor estado?

No mundo dos esportes, essa é uma questão muito importante, pois o rendimento dos atletas é altamente variável, seja por questões físicas ou próprias de um jogo, como uma lesão. Desta forma, o desempenho da equipe não pode depender apenas do desempenho dos indivíduos, de tal modo que é importante que se crie soluções e alternativas para o conjunto. Assim, quando um atleta cair de rendimento ou não se ver capaz de desempenhar sua função de forma satisfatória, a equipe como um todo precisa se ajustar para permanecer num nível ótimo.

Em diversas modalidades esportivas, as esquadras campeãs são aquelas que conseguem diagnosticar essas falhas pontuais e ajustar o problema de forma coletiva. Essas equipes utilizam a substituição como recurso final, quando não sobram mais alternativas. Essa é uma estratégia que visa, antes de mais nada, fortalecer a imagem de grupo e também evitar que a troca de personagens demande uma alteração na forma como o conjunto entende o jogo. Nesse sentido, o grupo se reorganiza para que o indivíduo possa recuperar a sua performance.

No mundo corporativo, alguns líderes se apoiam na ideia de que uma equipe é um coletivo de indivíduos, cada qual com suas características e habilidades e deixam de avaliar o rendimento do conjunto. Isto é, o líder, muitas vezes, deixa de pensar em como pode ajudar sua equipe a obter um rendimento excelente e foca unicamente na performance de cada indivíduo, sem imaginar ou sugerir soluções para o grupo.

Na realidade, esse é uma questão bastante difícil de se pensar, pois ao pender a balança para o lado do indivíduo ou para o lado do conjunto o líder pode não satisfazer a aspiração de todos e passar a ter sua liderança questionada. A solução mais simples, é então imaginar uma alternativa que integre essas duas frentes (o desempenho individual e o desempenho da equipe), fortalecendo a imagem do líder como alguém responsável pelo desenvolvimento dos colaboradores e da equipe como um todo. Por este motivo, um líder moderno precisa compreender seu papel, conhecer seu estilo de liderança e saber como comunicar seus anseios e suas demandas à sua equipe.

E você, o que acha desse assunto?