Conseguir se comunicar e se relacionar de forma bem-sucedida com a equipe, transmitindo a mensagem que deseja fixar, sem ruídos ou incoerências, é um dos grandes desafios dos líderes de empresas, não importando a sua dimensão.  Este é o motivo que mais mobiliza estes profissionais a buscarem ajuda no programa de Coaching Executivo.

Além dessa competência a ser desenvolvida e apoiada, ainda necessitam ampliar seu autoconhecimento e desenvolver seu estilo de liderança, melhorar seu relacionamento interpessoal com CEOs,  pares e demais stakeholders, trabalhar com planejamento, ação e foco em resultados, assuntos amplamente trabalhados no programa de Coaching Executivo da Univoz.

O programa de Coaching Executivo ou Mentoring da Univoz foi criado a partir da experiência acumulada em anos de consultorias individuais e alia conhecimentos das mais variadas áreas, como a Neurociência, a Psicologia Positiva, as Dinâmicas dos Grupos e os Relacionamentos Interpessoais, Fonoaudiologia e a CNV.

Por meio de encontros individuais para o apoio ao seu autodesenvolvimento, acessando seus recursos internos e externos, os programas de Coaching Executivo ou Mentoring em Comunicação da Univoz instigam o líder a trabalhar seu autodesenvolvimento, encontrando ferramentas dentro e fora de si para potencializar seu desempenho e sua capacidade de liderar e extrair o melhor de seus colaboradores.

Pontos tralhados no processo de coaching executivo

O diferencial da Univoz é a abordagem multidisciplinar, que utiliza uma gama variada de estratégias e ferramentas para o trabalho com o coachee:

  • Assessments para o autoconhecimento: testes de comunicação, perfil psicológico MBTI®, DISC®, entre outros.
  • Diagnóstico da competência comunicativa para as necessidades profissionais.
  • Autoconhecimento das habilidades de escuta, empatia, assertividade e comunicação não-violenta e de relações interpessoais profissionais.
  • Adaptação do estilo de liderança e comunicação à situação de trabalho.
  • Conscientização do impacto da comunicação nas relações interpessoais.
  • Emprego de abordagens que permitam o uso de todo o potencial do executivo