Voz: importante para todos nós

Voz: importante para todos nós

A voz é o principal instrumento de comunicação e expressão dos seres humanos. Por meio dela utilizamos a língua falada e podemos dar os contornos expressivos necessários para transmitir nossas mensagens. Para aqueles que a utilizam profissionalmente, ter esses recursos sempre à disposição e de forma plena é essencial, pois significa um grande ganho na carreira, permitindo alçar novas posições e desafios.
E pode não parecer, mas cerca de 40% das pessoas que estão no mercado de trabalho podem ser consideradas profissionais da voz.
Cantores, atores, locutores e repórteres, teleatendentes e professores sempre são lembrados como os principais profissionais a usar a voz na execução de suas tarefas. Porém, o uso deste instrumento não é exclusividade destas profissões: advogados, vendedores e secretárias, por exemplo, também fazem um uso frequente da voz. E é aí que a saúde vocal se torna um ponto chave para todos. Veja, por exemplo, os professores: eles têm 2,5 vezes mais chances de apresentar um sintoma de alteração vocal.
Some-se a isso o fato de que muitas pessoas não têm consciência dos problemas que podem ter ou vir a ter até serem acometidos por algum distúrbio vocal que os incapacite, ainda que temporariamente, de executar suas tarefas. Esses problemas tem um impacto negativo no geral, pois são uma grande causa de afastamento no trabalho e queda na produtividade, por exemplo.
Em um documento de 2004 a Academia Brasileira de Laringogia e Voz estimava que as perdas financeiras, apenas com o afastamento de professores por doenças da voz, eram da ordem de 200 milhões de reais ao ano . Passados 13 anos e com um aumento do número de profissionais que utilizam voz, é provável que estes valores tenham uma nova dimensão. Além das perdas financeiras, as perdas pessoais também são significativas, uma vez que as disfonias afetam os relacionamentos interpessoais e a autoestima destes profissionais.
É preciso lembrar que os distúrbios da voz não são causados por um único fator. Uma gama variada de agentes toma parte nesse processo, fatores ambientais, como ambientes ruidosos, hábitos danosos, como o tabagismo, ou de predisposição orgânica são alguns deles. Por este motivo, é possível afirmar que a disfonia também ocorre como resultado da falta de uma conscientização mais ampla sobre os cuidados com a voz e, é claro, sobre a falta de informações sobre os aspectos da saúde vocal.
Os projetos de saúde da voz desenvolvidos pela Univoz visam justamente integrar as necessidades do profissional com as expectativas da empresa. Mais do que uma avaliação vocal, aplicamos uma análise completa que envolve os mais diversos fatores, englobando a conscientização e a orientação para o cuidado com a voz. Os números de nossos programas falam por si:

Como se nota os resultados são expressivos, pois são o resultado de um processo que engloba a orientação sobre o uso consciente da voz, o incentivo as boas práticas diárias e o engajamento no uso da voz como ferramenta de trabalho. Esses três pontos ajudam a dar uma dimensão exata da importância da saúde da voz em seu cotidiano de trabalho.

Em abril estamos comemorando o Dia Mundial da Voz, uma data para lembrarmos sobre a importância da voz em todos os aspectos de nossas vidas. Por isso, não deixe de conhecer as ações da Univoz para esta data. Você pode vir aqui participar de nossas oficinas e palestras ou levar as nossas ações de engajamento até a sua empresa. Basta clicar aqui: http://univoz.com.br/index.php/component/content/article?id=85